A angústia

A angústia
Pode-se entender
Quanto a fragilidade
Da criatura
O mal estar
Quando se entende
Que a criatura
Está sendo constantemente
Sendo julgada
E sendo observadas
Tenho entendido
Que o mal
Com a maldade
Não se cria
Prolifera que nem vírus
Depressivo libera
Emoções tóxicas
A criatura.
Quero me libertar
Dessa gente fria
Calculista e falsa
A criatura que causa
Mal estar, é triste
Arrogante, impetuosa
Mal humorada
Sem amor
Sentimentos mal
Resolvidos e guardado
Sem solução e maldade
Quando o peito se
Transforma em dor
Que Deus leve para longe
Tudo que foi dito.
Maldito e expresso
No rosto da criatura
Que nos afaste
De sentimentos vazios
E calunias, difamações
Irreparável de agonias
Deus nos faz descansar
e manda confiar
Entregando o desanimo
Ele está do nosso lado
Jamais dará um fardo
que não possamos carregar
Deixando de lado
A criatura que lhe causou o mal
E com fé andarei
com fé eu viverei.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A tristeza que sinto agora

Vontades paradas no tempo

A vida e a felicidade