Ela

Eu sei que há um limite pra tudo
Sentir tudo com intensidade
Apenas palavras sangram
Ela evita sentimentos
Frios, dias sem sabor
Ela já se perguntou
Se as cancões que canta
Se envolve seu coração
Ela se despedaçou
Ela fica em silêncio
Sua alma é sensível
Ela sente um vazio
E chora, precisando de um abraço
Vive com cicatrizes
Que o tempo foi deixando
Ela fica acordada
Pensando que
O dia vai ser melhor
Ela é um livro complicado
Porque ninguém
Consegue lê-la
Ela é misteriosa
Guarda muitos sonhos
Verdades e tristezas
Ela não sabe o seu valor
Ela perdeu os sentidos
E vive em algum lugar
Ela se perdeu

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A tristeza que sinto agora

Trapo

Vontades paradas no tempo