Tardinhas

Tardes em que eu estava ali no canto
Com meus pensamentos longe
E vi que a vida se foi por alguns minutos
E a alma já não estava mais em silêncio
Quando eu percebi que era eu a sequência
De minha própria razão
E a felicidade havia partido
E ficou uma saudade que me vencia
E os dias foram tensos
Até que meu eu se encontrou
Com meus pequenos gestos de dor
E o fim foi assim
Eu continuo a procurar por mim
Estou à deriva
Fora do tempo, esquecida
Nesse mundo louco
Nessa vida louca
Que vivemos
Confusos

************ Tânia Regina*****************

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A tristeza que sinto agora

Trapo

Vontades paradas no tempo